Categorias:  Branding   Marketing 

Qual o Objetivo do Marketing?

Você acompanhou aqui na Sala do Marketing o significado do Marketing na Era do NEXO. Agora vamos ao que interessa, qual o objetivo fundamental do Marketing? O mapa do nexo é individual, mas sua necessidade é coletiva. E aí vem um risco iminente: confundir mensurar com quantificar. Corremos o risco de quantificar muito e mesurar pouco. O perigo está em transformarmos valores intangíveis em números e gráficos que só geram relatórios, e não em percepções e insights realmente capazes de gerar descobertas e prosperidade.

metricas-qual-objetivo-fundamental-do-marketing-blog-sala-do-marketing

Um ambiente caótico

Devemos mensurar tudo e quantificar menos. A racionalização e a quantificação são ideais para operar em ambientes previsíveis e com padrões repetitivos, mas, por si só, não conseguem apresentar resultados comprováveis no evolutivo e exponencial universo da comunicação e do marketing. Em cenários mutantes e imprevisíveis como o que atuamos, que apresenta multiplicidade crescente e complexidade exponencial e em que a sensação é de estarmos vivendo num ambiente caótico e sem parâmetros de avaliação, conceitos não lineares como a intuição e a mensuração tendem a ser muito mais recomendáveis.

CAOS é um sistema dinâmico que exibe uma grande sensibilidade, em que pequenas diferenças em seu processo inicial resultam em alterações dramáticas de seu curso. E o que é o processo de comunicação senão exatamente isso?

Sistemas que sofrem essa alteração de curso por meio de feedback, ou autoalimentação, são chamados de não lineares. São o contrário dos sistemas lineares, que são sempre lógicos, incrementais e previsíveis.

Nos sistemas lineares, pequenas alterações em seu início produzem pequenas alterações em seu resultado. Já nos sistemas não lineares ou dinâmicos, o feedback constante vai amplificando essas diferenças, fazendo com que o efeito seja totalmente desproporcional à causa.

Em marketing não há linearidade, mas tem de haver nexo. É impossível determinar com precisão o resultado de um esforço, mas é preciso que todas as forças vetoriais estejam rumando para o mesmo lado.

É preciso ter uma visão holística, em que tudo influência tudo, porque tudo está interagindo com tudo. O estudo do CAOS é, portanto e paradoxalmente, o estudo da totalidade, o estudo do nexo.

O que você sabe sobre o Marketing de HOJE?

A cada dia, o marketing deixa de ser uma ferramenta de especialistas para se tornar uma atitude de toda a empresa. Cada vez mais, os setores produtivos e administrativos das organizações estão aprendendo que marketing não é mais privilégio da área comercial, que marketing não pode ser considerado um órgão isolado, mas sim uma espécie de aditivo, uma enzima que deve circular entre cada um dos órgãos, trazendo mais vitalidade a todo o sistema.

No relacionamento com o consumidor, em última análise, o marketing prossegue com seu objetivo de convencimento, buscando a atenção, despertando o interesse, criando o desejo e provocando a ação de compra, preferência ou adoção de determinada marca, produto ou serviço.

No relacionamento com a rede de distribuidores, o papel do marketing é o de alinhamento, buscando colaboração estratégica entre fabricante e varejista, tentando neutralizar os efeitos da eterna crise de objetivos inversos entre quem produz e quem distribui.

  • No relacionamento com os fornecedores, a busca do marketing é pelo engajamento. De criar comprometimento. De incentivar atitudes e iniciativas de interesse da empresa e do negócio.
  • No relacionamento com os concorrentes, o marketing também está presente, mas com objetivo de monitoramento, controle, acompanhamento próximo de sua movimentação no mercado.
  • No relacionamento com o mercado, de maneira geral, o marketing exerce uma função de esclarecedor. É por meio de suas ferramentas que a empresa vem a público a fim de comunicar providências, assumir responsabilidades, dissipar mal-entendidos, convocar acionistas e prestar contas.

Finalmente! Qual o objetivo do Marketing?

Por isso, dizemos que, se antes o objetivo fundamental em marketing era vender e criar imagem, ele hoje assume funções muito mais múltiplas e variadas: convencimento, alinhamento, engajamento, acompanhamento, esclarecimento e envolvimento.
Hoje, devemos considerar o marketing uma visão, um processo, uma forma de encarar o mercado, de se relacionar com os vários públicos que compõe nosso universo de interesses, e não apenas uma ferramenta.

Se ainda não adquiriu o livro Marketing na era do NEXO não perca a chance de saber as dicas do Empreendedor Walter Longo nesse livro surpreendente e impactante. Um livro realista nas análises, corajoso nas abordagens e nas propostas. Um guia prático de marketing para fazer pensar e, principalmente, fazer pensando. A era no Nexo já começou e, com ela, uma nova maneira de encarar e fazer marketing. O Marketing na Era do Nexo é uma leitura obrigatória para todos que atuam em gestão de marketing e comunicação!

nexo-qual-objetivo-do-marketing-sala-do-marketing-300x300

Você também pode gostar

Mercadólogo, palestrante, gamer, apaixonado por tecnologia, pai do Theo e ex-surfista. Apreciador de café, aventureiro gastrônomico, empreendedor e fundador da Sala do Marketing, profissional em estratégias para inbound marketing. Tem como hobby falar sobre futurismo e a tal da Singularidade.

KingHost